All posts filed under ‘blog

#BolsonaroNão 26.10.2018

Imagem: Folha de São Paulo Es­tive para dar o tí­tulo de​„Vol­de­mort” a este post. Não o fiz, pois con­si­dero que isso seria con­tri­buir para um dos erros da cam­panha dos opo­si­tores ao can­di­dato a di­tador, a da adopção das hash­tags „#EleNão” e „#Ele­Nunca”, que me dava ganas de res­ponder a cada um dos posts com uma outra, „#Ele­Quem?”. A ver­dade é que, […]

Ronaldo 06.10.2018

Imagem: Der Spi­egel Não tenho opi­nião for­mada acerca da ve­ra­ci­dade das acu­sa­ções de vi­o­lação que pendem sobre Cris­tiano Ro­naldo (.pdf), e deixo que a jus­tiça faça o seu tra­balho – em­bora sai­bamos que a jus­tiça norte-ame­­ri­­cana pode trans­­formar-se ra­pi­da­mente num circo me­diá­tico de grandes pro­por­ções, pleno de tru­ques e te­ch­ni­ca­li­ties para Cor­reio da Manhã ver. Por outro lado, tenho uma […]

Mappelthorpe 24.09.2018

Os mu­seus são o re­po­si­tório ma­te­rial da His­tória e da Cul­tura e, como tal, são agente di­recto da ma­nu­tenção do Plu­ra­lismo e da De­mo­cracia. Não existe jus­ti­fi­cação al­guma, moral, po­lí­tica, re­li­giosa, ou outra, que possa jus­ti­ficar a se­gre­gação total ou par­cial de um autor ou da sua obra. Ati­tudes dessas de­ve­riam já per­tencer a um outro museu, o da mo­ra­li­dade dos dias.

Il ne faut pas s’astreindre à une œuvre, il faut seu­le­ment dire quelque chose qui puisse se mur­murer à l’oreille d’un ivrogne ou d’un mou­rant. – Emil Ci­oran,​„De l’inconvénient d’être né”

A Tomada da Hungria 14.09.2018

A guerra contra o fas­cismo é uma guerra per­ma­nente que deve ser tra­vada com­bate a com­bate, ter­reno a ter­reno, tác­tica a tác­tica, sem ceder ao tempo.