4: Sinais de Fumo

The last time I got stoned, turning the pages of memory as if they were a book

Chegou a uma idade em que tudo o que lhe vem à lembrança não passa da memória de memórias, cada uma delas pintada pelos fumos próprios do dia ou da época, modificando-se de cada vez que é conjurada, ideia desconfortável essa, já que sempre considerou ser a memória aquilo que o define como ser único, um indivíduo, quer a sua, quer a que outros dele tenham, também essa sujeita à mutação que a vida vai oferecendo às formas, ao sentir, ao acontecimento que pensávamos ser um dos mais felizes, à pessoa que pensávamos ser a fonte dessa felicidade e que, passados tempos ou talvez um dia, recordamos de uma outra forma, tantas vezes radicalmente diferente, porque da imagem ausentamos os fumos, ou porque os inspiramos em demasia, vá lá saber-se.

The last time I got stoned,
turning the pages of memory as if they were a book,
I wrote with smoke
in the margins of my life

-- Smoke, Erica Jong
-- Imagem de autor desconhecido

Mais: